JUNTE-SE AOS NOSSOS SEQUIDORES !!!

Á MAIS VISITADA E COMENTADA DA SEMANA

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Aiuaba - CE: Moradores do município pagam por atendimento policial





O destacamento de Polícia Militar desta cidade, localizada na região dos Inhamuns, não dispõe de viatura (carro). O efetivo e a quantidade de armas são reduzidos. O atendimento às ocorrências na zona rural para ser realizado necessita que as pessoas interessadas ofereçam o transporte: um carro fretado ou cedido por algum proprietário. Os moradores, portanto, em muitas ocasiões têm de pagar para ter o atendimento policial.

Esse quadro de deficiência na segurança pública em Aiuaba ocorre desde o Natal passado, quando a viatura Hilux capotou em um acidente e ficou sem condições de uso. Há apenas motos que atendem ocorrências na área urbana. Outra deficiência que a cidade enfrenta é bem mais antiga: a falta de cadeia. Os presos não têm condições de permanecer na unidade policial e são transferidos para cidades vizinhas: Antonina do Norte e Arneiroz. Desde 1976 que foi doado um terreno ao Governo do Estado para a construção de uma delegacia ou unidade prisional, mas até hoje a unidade ainda não foi edificada.

Moradores e comerciantes estão temerosos de ocorrência de assalto mediante a falta de condições de reação dos policiais militares. "Acho um absurdo uma cidade permanecer tanto tempo sem uma viatura", disse o comerciário, Airton Monteiro. "O governo deveria olhar para a nossa situação e enviar outro carro, mesmo que fosse usado". O lojista Francisco Chaves disse que o assunto é discutido quase diariamente entre os comerciantes.

O servidor público federal, Manoel Alencar, lamenta a falta de atenção das autoridades para com o Município. "É simplesmente um desprezo, uma falta de sensibilidade das autoridades para com a comunidade", disse. "É uma coisa simples que pode ser resolvida com facilidade, mas se arrasta sem solução".

Quem mora na zona rural enfrenta maior dificuldade para obter a presença de policiais militares do destacamento. O distrito mais distante, Bom Nome, está localizado a 75km da cidade e fica na divisa com o Estado do Piauí. Quando há ocorrência policial, assalto, roubo e homicídio, por exemplo, é necessário que algum morador ceda um carro ou que faça o frete do veículo. "Isso é um absurdo", disse o produtor rural Paulo Guedes.

As maiores dificuldades são o atendimento na área rural em que exige o deslocamento dos policiais para áreas mais distantes e remotas do Município. O líder comunitário, Pedro de Oliveira, reforça essa reclamação. "É uma situação desconfortável para a população de Aiuaba, chegar ao absurdo de fretar um veículo para que os policiais possam ir atender as ocorrências na zona rural devido a falta de uma viatura", frisou.

O prefeito de Aiuaba, Ramílson Araújo Moraes, disse que já foram encaminhadas para a Secretaria de Segurança Pública e para o Governo do Estado reivindicações dos moradores e da Prefeitura para o envio de uma viatura para o destacamento local da Polícia Militar. 

"Fizemos a nossa parte, cobrando por diversas vezes a vinda de uma viatura de mais armamentos para melhorar a segurança pública no município", disse. "Confesso que até tenho medo de andar às vezes pelo Município que tem amplas áreas isoladas".

O capitão Víctor Emanuel Lima, comandante da 4ª Companhia de Polícia Militar, com sede em Campos Sales, responsável pelo destacamento de Aiuaba, confirmou que o Município não dispõe de uma viatura. "No Natal, houve o acidente com a viatura Hilux que capotou e foi enviada para oficina em Fortaleza para análise, conserto e recuperação", explicou. 

"Não há outra viatura para substituir". O capitão frisou ainda que o comandante do 2º Batalhão de Juazeiro do Norte e do Comando de Policiamento do Interior (CPI) têm conhecimento da falta de viatura na cidade de Aiuaba e que aguarda o envio de outro veículo.

 


Dn

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...