JUNTE-SE AOS NOSSOS SEQUIDORES !!!

Á MAIS VISITADA E COMENTADA DA SEMANA

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

‘Duras’ do chefe rendem R$ 30 mil a trabalhador

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
E QUE SIRVA DE EXEMPLO!
O Tribunal Superior do Trabalho condenou a Philip Morris do Brasil, gigante do mercado tabagista, a pagar indenização de R$ 30 milum trabalhador que alega ter sido humilhado pelo chefe. Chamava-o de “incompetente”. Qualificava o produto do seu serviço de “lixo”.
O trabalhador já havia prevalecido sobre a empresa na primeira e na segunda instância da Justiça trabalhista. Mas considerara mixuruca a indenização, fixada em R$ 6 mil. Recorrera ao TST para elevar a cifra.
O caso foi julgado pela 8a turma do tribunal. Por unanimidade, decidiu-se elevar o valor da indenização. A Philip Morris ainda tentou argumentar que o queixoso levara apenas uma “bronca”. Nada que ofendesse a sua honra.
“Broncas são comuns no mundo corporativo, na cobrança por resultados”, alegou a empresa em sua defesa. Os ministros do TST deram de ombros. Entenderam que houve agressão, não bronca. Coisa reiterada.
Acharam que, considerando-se o porte da Plhilip Moris, a pena de R$ 6 mil não surtiria os desejados efeitos pedagógicos. Daí a elevação para R$ 30 mil. A lição foi dada. Resta saber como será interpretada.
O mundo corporativo, como se sabe, é implacável. Não se pauta pelo coração nem sente remorso. Doravante, quando se defrontar com um subordinado que julgue incompetente, o chefe talvez prefira demiti-lo antes de qualificar seus serviços como lixo.
 
 
PedraBoa
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...