JUNTE-SE AOS NOSSOS SEQUIDORES !!!

Á MAIS VISITADA E COMENTADA DA SEMANA

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Entidades ligadas a políticos do Ceará são investigadas por improbidade administrativa

 
 
Aprece, UVC e APDM nunca prestaram conta dos recursos públicos que receberam, segundo promotor

Três entidades públicas ligadas à política cearense são investigadas pela Procuradoria dos Crimes Contra a Administração Pública (Procap). 
 
A Associação dos Municípios e Prefeitos do Estado do Ceará (Aprece), a União dos Vereadores do Ceará (UVC) e a Associação das Primeiras dos Municípios do Ceará (APDM) nunca prestaram contas dos recursos públicos recebidos, segundo  o promotor de Justiça do Estado, Ricardo Rocha. Ele protocolou uma representação junto ao Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) para que seja feita uma Tomada de Contas Especial, junto às associações.

De acordo com Ricardo Rocha a ausência das prestações de contas constitui ato de improbidade administrativa. “Na realidade, a prestação de contas (das entidades) não existe. Queremos examinar que gastos foram esses e como esse dinheiro foi gasto”, detalha o promotor. Ele estima que, só nos últimos cinco anos, mais de 16 milhões de reais entraram no orçamento das associações sem a devida transparência sobre a aplicação dos recursos.

O presidente da UVC, Deuzinho Oliveira Filho, afirmou que a entidade vai prestar contas quando o Tribunal de Contas normatizar essa representação. “Não é necessária essa representação. Isso quem tem que cobrar é o TCM. O Ministério Público tem outras questões a investigar”, defende.

A Aprece informa que vai divulgar ainda nesta terça, 14, nota com um posicionamento. A entidade adiantou que registra todas as movimentações financeiras no site da associação.

Até esta postagem ir para o ar, a Redação do O POVO Online tentou , sem sucesso, entrar em contato com a APDM.
 
 
 
O Povo
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...