JUNTE-SE AOS NOSSOS SEQUIDORES !!!

Á MAIS VISITADA E COMENTADA DA SEMANA

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Fogo destruiu 70% da base, diz Marinha




Os corpos dos oficiais foram transferidos para a Base Chilena Eduardo Frei. A presidente destacou seu heroísmo

São Paulo O incêndio na casa de máquinas da Estação Antártica Comandante Ferraz levou à destruição de 70% da base, informou ontem a Marinha. Além disso, foi divulgado que os corpos dos militares mortos no acidente foram encontrados. "A avaliação preliminar da equipe do Grupo-Base que esteve na estação brasileira indica que aproximadamente 70% das instalações foram destruídas pelo fogo", diz a Marinha, em nota oficial.

"O prédio principal da base, onde ficavam a parte habitável e alguns laboratórios de pesquisas, foi completamente atingido pelo incêndio, tendo permanecidos intactos os refúgios (módulos isolados para casos de emergência), os laboratórios (de meteorologia, de química e de estudo da alta atmosfera), os tanques de combustíveis e o heliponto da estação, que são estruturas isoladas do prédio principal" - continua a nota.

Os corpos do suboficial Carlos Alberto Vieira Figueiredo e do primeiro-sargento Roberto Lopes dos Santos, que morreram ao tentar impedir o incêndio na estação, foram transferidos para a Base Chilena Eduardo Frei. Permanecerão lá até as condições meteorológicas na região tornarem possível o transporte para a cidade de Punta Arenas, no Chile. Posteriormente, serão trazidos para o Brasil.

O militar ferido, primeiro-sargento Luciano Gomes Medeiros, foi recebido em Punta Arenas por um médico da Marinha e transferido para o Hospital das Forças Armadas do Chile, onde está internado para observação e curativos. Medeiros não corre risco de morte e não há restrições quanto ao regresso ao Brasil. Depois de cerca de seis horas de voo desde Punta Arenas, no Chile, o avião com pesquisadores e militares brasileiros que estavam na Estação Comandante Ferraz pousou em Pelotas pouco depois das 21h de ontem. Quatro pesquisadores desembarcaram no Rio Grande do Sul. Outros 41 passageiros seguiram para o Rio de Janeiro.

Reconstrução

A nova base brasileira na Antártica, que deverá ser reconstruída após a Estação Comandante Ferraz ter sido destruída pelo incêndio, terá uma arquitetura nova, mais "completa e orgânica". A afirmação foi feita pelo ministro da Defesa, Celso Amorim. "A nossa ideia é imediatamente, já, chamar arquitetos para fazer desenhos, inclusive um desenho mais novo. 

Não estou dizendo que é por isso que aconteceu o incêndio, mas, obviamente, a base começou há 30 anos, então, ali ela foi agregando um pedaço ou outro", disse. O planejamento da nova estação antártica, na Ilha Rei George, deve começar hoje. No entanto, ainda não é possível precisar quando a nova base estará pronta.

Em nota divulgada pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Dilma Rousseff destacou o heroísmo dos militares no combate ao incêndio e manifestou solidariedade às famílias dos dois mortos.

 

Dn

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...