JUNTE-SE AOS NOSSOS SEQUIDORES !!!

Á MAIS VISITADA E COMENTADA DA SEMANA

terça-feira, 6 de março de 2012

Antártica: Dilma e Lula quase triplicaram média de investimentos no Proantar

















Os governos dos presidentes Lula e Dilma Rousseff investiram uma média anual quase três vezes superior ao que foi gasto pelos governos tucanos no Programa Antártico Brasileiro (Proantar). Os números, que fazem parte de uma análise da assessoria técnica do PT no Senado, referem-se aos valores orçamentários liquidados para financiar as pesquisas na Base Antártica Comandante Ferraz, que recentemente foi atingida por incêndio.

Os dados contradizem o discurso da mídia e da oposição acerca dos motivos do incidente, que teria como pano de fundo o corte de recursos destinados ao programa e o consequente sucateamento da base. 

O texto da assessoria técnica destaca que, apesar de ter havido, de fato, uma redução nos gastos destinados ao Proantar, os números revelam, incontestavelmente, que sobretudo a partir de 2006 os governos petistas multiplicaram os investimentos no programa. 

“No cômputo geral, observa-se que a média anual dos valores orçamentários liquidados com programa antártico ao longo do governo Lula/Dilma foi 2,6 superior à média verificada ao longo dos governos de FHC. Mesmo com a recente redução de 2011, o governo Dilma continua a investir 2,3 vezes mais do que a média de FHC”, destaca o documento da assessoria técnica.

O deputado Newton Lima (PT-SP), do Conselho de Altos Estudos e Avaliação Tecnológica da Câmara, reforçou que todos os programas gerenciados pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação tiveram um aumento expressivo nos últimos anos.

“No governo Lula, foram mais de R$ 40 bilhões investidos no PAC da Ciência e Tecnologia. No governo Dilma, destaco o programa ‘Brasil Maior’, de incentivo à inovação e à produção nacional”, afirmou.


O deputado Dr. Rosinha (PT-PR), que visitou a base brasileira na Antártica ainda no governo FHC, disse que, à época, a principal queixa dos pesquisadores era a falta de recursos. 

“Quando Lula assumiu, havia um subfinanciamento da Ciência e Tecnologia em todas as áreas. Os números de hoje sobre o financiamento são a prova de que o episódio do incêndio está sendo explorado politicamente pela oposição e pela mídia”, avaliou. 

No rol de investimentos dos governos petistas, estão inclusos dois geradores a diesel, que estavam em operação desde o ano de 2010. Segundo investigações preliminares, o incêndio teria começado em um desses geradores novos – mais um fato que desmente a tese do sucateamento ter provocado o incidente. 

“Um acidente como esse é possível de acontecer em um equipamento novo. Mas isso não pode servir de cortina de fumaça para encobrir os investimentos dos governos de Lula e Dilma”, completou Newton Lima.



Brasil na Antártica 

O Proantar foi criado em janeiro de 1982, e, naquele mesmo ano, a Marinha do Brasil adquiriu o navio polar dinamarquês “Thala Dan”, apropriado para o trabalho nas regiões polares, recebendo o nome de Navio de Apoio Oceanográfico “Barão de Teffé”. 

Em 1984, ocorreu a instalação da Estação Antártica Comandante Ferraz, na baía do Almirantado, na ilha do Rei George, a 130 km da ponta da península Antártica.




ptnacamara.org.br 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...