JUNTE-SE AOS NOSSOS SEQUIDORES !!!

Á MAIS VISITADA E COMENTADA DA SEMANA

sexta-feira, 18 de maio de 2012

CPI ignora tubarões para pescar só peixes pequenos

CPI ignora tubarões para pescar só peixes pequenos

 
 
Perillo, Cavendish, Policarpo?; Não!; Sob a batuta do relator petista Odair Cunha (MG), Comissão convoca 51 personagens menores para depor; nomes graúdos foram deliberadamente colocados de lado, com o apoio do partido do governo; "o PT está selecionando alvos", apontou senador Álvaro Dias

Quem apostou que a CPI do Cachoeira não intenciona, efetivamente, apurar todas as ligações do contraventor com o mundo político, mas apenas algumas, ficou nesta quinta-feira 17 mais perto de ter razão. Depois de intenso bate-boca, na manhã de hoje, durante a sessão, os parlamentares que intencionavam convocar nomes de personagens graúdos citados no inquérito da Operação Monte Carlo ficaram falando sozinhos. Com apoio da bancada do PT, o relator Odair Cunha (PT-MG) deixou de lado pedidos para a convocação dos governadores Marconi Perillo (PSDB-GO), Sergio Cabral (PMDB-RJ) e Agnelo Queiroz (PT-DF), assim como o requerimento que exigia a presença do empresário Fernando Cavendish, dono da Delta Construções. Por mais que o senador Fernando Collor (PTB-AL) tivesse tentado requerer dos anais do Congresso o conteúdo do depoimento do jornalista Policarpo Junior à CPI dos Bingos, em 2006, no qual fez uma defesa do contraventor Carlinhos Cachoeira, nem isso foi conseguido. Cunha, simplesmente, lançou o requerimento para o arquivo. Por outro lado, nenhum dos parlamentares que foram grampeados ou são citados nos grampos feitos pela Operação Monte Carlo, da Polícia Federal, foi chamado a depor. Nova reunião da CPI foi chamada somente para o dia 5 de junho, noutra visível manobra para o resfriamento dos ânimos.


Não é certa nem mesmo a presença do contraventor Carlinhos Cachoeira. Ele conseguiu em juízo, sob alegação de não ter informações oficiais sobre o conteúdo das acusações contra si, barrar a primeira tentativa de convocação. O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, igualmente teve seus interesses atendidos. Ele terá apenas de responder a um questionário por escrito, em lugar, como se esperava, de explicar pessoalmente porque levou quase três anos para abrir investigação formal contra o senador Demóstenes Torres, investigado pela Operação Vegas.


Pela ação coordenada do relator Cunha e do presidente Vital do Rêgo (PMDB-PB), apoiados firmemente pelos integrantes do PT na CPI, a projetada caçada a grandes tubarões vai se transformando numa delicada coleta de pexinhos ornamentais, representados nos 51 convocados a depor.Brasil247
 
 
 
 
T do N
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...