JUNTE-SE AOS NOSSOS SEQUIDORES !!!

Á MAIS VISITADA E COMENTADA DA SEMANA

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Dia Mundial sem Tabaco: Programação alerta para risco de fumar




Quinta-feira, 31 de maio, é o Dia Mundial sem Tabaco. No Ceará, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) aproveita a data para, através de um conjunto de ações, chamar a atenção para os males do tabagismo. No Ceará, os fumantes que querem superar o vício do cigarro encontram apoio no Programa de Combate ao Tabagismo do Hospital de Messejana (HM), referência no país no tratamento de doenças cardíacas e pulmonares e mais recentemente no Centro de Saúde do Meireles, outra unidade da Sesa.


Como parte da programação, a Secretaria vem desde o dia 25 deste mês desenvolvendo no Hospital ações de alerta sobre os perigos do cigarro, em parceria com o Serviço Social do Comércio (Sesc).


Ainda nesta quarta-feira (30), o Hospital realiza o tradicional Arraiá junino da Ex-quadrilha da fumaça com a participação especial de ex-fumantes do programa de controle do tabagismo com forró pé de serra, brincadeiras, casamento matuto. Na quinta-feira (31), a partir das 8 horas, haverá no HM a caminhada no Bosque dos Eucaliptos e sessão de reabilitação pulmonar de portadores de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) ao ar livre, atendimento aberto ao público, com triagem para o Programa de Controle do Tabagismo e o lançamento do Desafio "Respire Vida".


Ainda nesta quinta-feira (31), na sede da Secretaria (Avenida Almirante Barroso, 600 - Praia de Iracema), haverá exposição das substâncias prejudiciais à saúde contidas no cigarro, das 11 às 14 horas. A fumaça do cigarro contém mais de 4.700 substâncias tóxicas, incluindo arsênico, amônia, monóxido de carbono (o mesmo que sai do escapamento dos veículos), substâncias cancerígenas, além de corantes e agrotóxicos em altas concentrações.

 

Programa de Controle ao Tabagismo

Desde que foi criado, em outubro de 2002, o Programa de Controle ao Tabagismo do Hospital de Messejana, já atendeu 1.600 pessoas. Os resultados apresentados revelam como os participantes alcançam sucesso no tratamento e conseguem abandonar o vício. A taxa de abstinência anual é de cerca de 47%.


Os pacientes são atendidos por 3 equipes multidisciplinares do Programa, compostas por médicos, terapeuta ocupacional, fisioterapeuta e assistente social. Na rede estadual, além do Hospital de Messejana, desde abril deste ano o 2002 o Centro de Saúde do Meireles atende pacientes que querem parar de fumar em busca de saúde e qualidade de vida. Pelo telefone (85) 3101.4062 as pessoas podem obter outras informações sobre o programa de controle do tabagismo.


Segundo dados da pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel 2011), realizado pelo Ministério da Saúde, o número de fumantes permanece em queda no Brasil. De 2006 a 2011, o percentual de fumantes passou de 16,2% para 14,8%. A incidência de homens fumantes no período 2006-2011 diminuiu a uma taxa média de 0,6 % ao ano.


O Vigitel 2011 apontou que 11,8% dos brasileiros não-fumantes moram com pelo menos uma pessoa que fuma dentro de casa. Além disso, 12,2% das pessoas que não fumam convivem com algum colega fumante no local de trabalho. De acordo como o INCA, pelo menos 2,6 mil não fumantes morrem no Brasil por ano devido a doenças provocadas pelo tabagismo passivo. Realizada nas capitais, a pesquisa mostrou que 10% da população de Fortaleza é de fumantes. Em Fortaleza, o percentual da população de adultos fumantes é de 10%, segundo a pesquisa.


Criado em 1987 pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a data tem como objetivo divulgar para população os perigos do uso do tabaco, as estratégias das companhias para seduzir os jovens a iniciar no tabagismo, as ações que a OMS desenvolve para controlar a epidemia do tabagismo no mundo, assim como o que a sociedade pode fazer para reivindicar o seu direito à saúde e à vida saudável e proteger as gerações presentes e futuras.


Para as ações deste ano, a OMS escolheu o tema “A Interferência da Indústria do Tabaco”. O Brasil adaptou a abordagem para o contexto nacional, enfocando os danos causados ao longo da cadeia de produção do tabaco ao meio ambiente e à saúde da população, como o uso de agrotóxicos que agridem ecossistemas e fumicultores, desmatamento, trabalho adolescente e infantil, danos à saúde da população, como a dependência química à nicotina e o fumo passivo e, por consequência, o aumento do risco para o desenvolvimento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNTs), como Acidente Vascular Encefálico, infarto e diversos tipos de câncer. O tema nacional do Dia Nacional sem Tabaco é “Fumar: faz mal pra você, faz mal pro planeta”.

 
As estatísticas revelam que os fumantes comparados aos não fumantes apresentam um risco.

- 10 vezes maior de adoecer de câncer de pulmão
- 5 vezes maior de sofrer infarto
- 5 vezes maior de sofrer de bronquite crônica e enfisema pulmonar
- 2 vezes maior de sofrer derrame cerebral

 
Se parar de fumar agora

- após 20 minutos sua pressão sanguínea e a pulsação voltam ao normal
- após 2 horas não tem mais nicotina no seu sangue
- após 8 horas o nível de oxigênio no sangue se normaliza
- após 2 dias seu olfato já percebe melhor os cheiros e seu paladar já degusta a comida melhor
- após 3 semanas a respiração fica mais fácil e a circulação melhora
- após 5 A 10 anos o risco de sofrer infarto será igual ao de quem nunca fumou

30.05.2012
 



Assessoria de Imprensa da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá ( selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220).




blogfariasbrito

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...