JUNTE-SE AOS NOSSOS SEQUIDORES !!!

Á MAIS VISITADA E COMENTADA DA SEMANA

terça-feira, 3 de julho de 2012

PT quer Lula contra Eduardo Campos no Recife

                       PT quer Lula contra Eduardo Campos  no Recife


 
 
 
Cresce a cada dia o sentimento petista de que é preciso deixar claro para o eleitor que a eleição do Recife coloca, pela primeira vez, em lados opostos seu maior cardeal e o governador de Pernambuco; o termo “adversário” já virou uma constante para os respectivos grupos

Não é novidade para ninguém que a aliança nacional entre o PT e o PSB vive uma crise alimentada por várias divergências regionais. Porém, agora, os petistas não parecem mais dispostos a discutirem a reconstrução das pontes locais entre os dois partidos e começam a adotar uma postura mais dura em relação ao (quase ex-) aliado histórico. No Recife, onde essa parceria nasceu, há mais de 20 anos, com o falecido governador Miguel Arraes (PSB) como protagonista, cresce a cada dia, nos flancos vermelhos, o bloco que defende uma postura de oposição justamente ao neto da referência socialista, o governador Eduardo Campos (PSB).


 
E, para deixar clara essa ideia, os correligionários do candidato a prefeito do Recife Humberto Costa (PT) disseminam que o pleito municipal será um verdadeiro embate entre Campos e o maior cardeal petista, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O pensamento é alimentado pelo fato de que, mesmo após ouvir apelos do aliado para o apoio à postulação petista, Eduardo, que também preside nacionalmente o PSB, lançou nome próprio, o seu ex-secretário Geraldo Júlio. 
 

Os petistas analisam que, apesar do discurso mantido pelo governador de Pernambuco, de que a parceria com o PT – leia-se no governo da presidente Dilma Rousseff (PT) - é uma prioridade do seu partido, foi justamente nas hostes amarelas que eclodiram os principais traços de ruptura. O start foi dado em Fortaleza, quando socialistas anunciaram que não apoiarão o candidato petista, Elmano de Freitas, e que irão para a disputa nas urnas com nome próprio, Roberto Cláudio. Na sequência, o PSB seguiu o mesmo caminho no Recife e, agora, distanciam em Belo Horizonte.

O caso mineiro, inclusive, é destacado em artigo do ex-ministro José Dirceu. No texto, publicado em seu blog, o petista afirma que o episódio local ameaça a aliança nacional entre PT e PSB, uma vez que teria o dedo do senador Aécio Neves (PSDB). Para o homem forte dos bastidores petistas, o parlamentar teria alimentado a dissidência entre os aliados. 
 
 
No entanto, vale ressaltar que, no Recife, corre a informação de que Eduardo Campos teria tentado levar os tucanos para o palanque de Geraldo Júlio, mas justamente por intervenção de Aécio, que também anda com um pé atrás no que diz respeito às pretensões nacionais do governador pernambucano, a aproximação foi vetada. Um indício de que os planos do gestor não incomodam somente ao PT.
 
 
 
 
 
Nem Ki Lask
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...