JUNTE-SE AOS NOSSOS SEQUIDORES !!!

Á MAIS VISITADA E COMENTADA DA SEMANA

terça-feira, 17 de abril de 2012

PERNAMBUCO: 'NÃO NOTEI DIFERENÇA', DIZ CLIENTE DE TRIO QUE VENDIA EMPADA DE CARNE HUMANA

 
 
 
Após o trio investigado por homicídios e ocultação de cadáveres em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, declarar para a polícia, em depoimento, que vendia salgados recheados com carne humana, as primeiras pessoas que teriam consumido os produtos começam a revelar como uma das mulheres agia para vender as comidas. 
 
De acordo com os moradores, o comércio de alimentos como empadas e coxinhas estaria prejudicado na cidade após os suspeitos contarem que fabricariam lanches com a carne das vítimas. 
 
Uma agente administrativa de 26 anos acredita ter comido uma das empadas vendidas pela mulher que integrava o trio. Quando o caso apareceu na mídia, a cliente, que não quis se identificar, reconheceu uma das suspeitas. “Eu estava num consultório médico quando ela chegou oferecendo a empada. Era a senhora mais idosa”, relata. 
 
Na última quarta-feira (11), duas mulheres e um homem foram presos e os corpos de duas vítimas foram encontrados enterrados no quintal da casa onde eles viviam. 

O episódio da compra das empadas aconteceu cerca de dois meses atrás. A agente administrativa conta que a vendedora insistiu, alegando que precisava de dinheiro para comprar um remédio controlado. “Todo mundo que estava na sala de espera acabou comprando para ajudar. Não notei nada de diferente, até porque tinha pouco recheio. Chego a me perguntar se realmente era [carne humana]. Senti um mal estar quando me dei conta, ao saber que posso ter comido isso”, afirma ela. Depois disso, a jovem conta que já viu várias vezes a suspeita nas ruas, sempre vendendo lanches. 

A suspeita de participar dos homicídios vendia os salgados em locais como clínicas e salões de beleza na cidade, principalmente na região próxima de onde morava. Cristiane Lima, de 29 anos, é dona de um salão em que a mulher ía frequentemente vender as comidas. “Desde dezembro que ela vendia empadas aqui. 
 
A maioria dos clientes comprava e não chegavam a reclamar, alguns achavam mais ou menos. Uma vez, teve duas clientes que acharam muito salgada e não terminaram de comer. Ela dizia que era empada de frango”, contou. O produto seria vendido por R$ 0,50 ou R$ 1. 

A suspeita costumava ir até o comércio de Cristiane aos sábados, sempre dizendo que estava vendendo para comprar remédios para um filho doente. “A empada era novinha, bem feita, e chegava bem quentinha aqui, até porque ela morava perto. 
 
As pessoas compravam mesmo, estava todo mundo com fome. Tinha vezes que ela vendia até dez empadas aqui”, falou. A cabeleireira teria chegado a provar o salgado, mas não comeu por completo. “Achei muito salgado e na hora o salão estava cheio, não deu nem tempo de comer”.

Diferente de Cristiane, uma manicure de 48 anos, que também não quis se identificar, teria comido a empada por completo. “Um dia, uma cliente nossa comprou para a gente lanchar, todo mundo. E eu até incentivei, para ajudar e porque estávamos todos com fome. 
 
Ela dizia que era light e de frango. Não percebi diferença que seria de carne humana, só estava muito salgada”. Por sofrer de pressão alta, a mulher não teria comprado o produto outras vezes. “Se eu não tivesse esse problema, provavelmente compraria de novo, nunca ia adivinhar. Ela chegava como coitadinha, dava pena.”, disse. 

A manicure contou que o comércio da cidade já sente alguns efeitos negativos por conta do caso. "Vai demorar muito para a população esquecer isso. Isso é coisa que a gente pensa que só acontece na televisão, nos Estados Unidos, a gente nunca ía saber que o inimigo estava do nosso lado. Muitos comerciantes estão sofrendo com isso, porque a população não está mais comprando salgadinhos na cidade", contou. 

Os filhos de Cássia Vaz, de 26 anos, que é funcionária pública, também não estão comendo mais salgados na cidade . Ela chegou a comprar 10 empadas de uma vez, quando a suspeita vendia na porta de sua casa.. 

“Não tinha sabor de empada, não tinha tempero. Eu achava estranho, porque era meio ligada, achava meio pastosa, mas acabava comprando”, concluiu. 
 
 

Criança 

A Justiça aguarda o resultado dos testes de DNA feito em duas pessoas que se apresentaram à polícia como parentes da criança de cinco anos que vivia com o trio suspeito. O teste deve ficar pronto em 20 dias. Enquanto isso, a criança permanece em uma instituição de acolhimento em Garanhuns. Se não houver comprovação de parentesco, a menina será inserida no cadastro nacional de adoção. 

A juíza responsável pelo caso explicou que duas certidões de nascimento da criança foram encontradas, informando pais e avós diferentes. Em uma delas, o suspeito é apontado como o pai. De acordo com investigações policiais, a menina seria filha de uma mulher assassinada pelo trio em Olinda, no ano de 2008. Uma das suspeitas assumiu que usava o nome dessa mulher e dizia que a criança era filha dela. 

 
Seita 

De acordo com a polícia, os suspeitos falaram que faziam parte de uma seita, que pregava a purificação do mundo e a diminuição populacional, matando três mulheres por ano. O homem suspeito de comandar o trio nos assassinatos fez um livro, ilustrado e registrado em cartório, onde conta detalhes dos crimes e da vida dele. 

A polícia começou a desvendar o crime quando encontrou os restos mortais das mulheres na residência deles. Um dos dois corpos seria de uma mulher desaparecida desde fevereiro; o outro, de uma mulher de 20 anos, que sumiu no dia 15 de março. Depois de as famílias das vítimas prestarem queixa, a polícia localizou o trio quando uma fatura de cartão de crédito chegou à casa de uma das vítimas. Imagens das câmeras de segurança de lojas onde as compras foram efetivadas mostravam os suspeitos. 

As vítimas também teriam sido vistas perto da casa dos investigados antes de desaparecerem. A polícia conseguiu mandados de prisão e de busca e apreensão e, ao ser abordada, uma das mulheres teria assumido os crimes e revelado o local onde os cadáveres estavam enterrados. Segundo a polícia, a menina de cinco anos que morava com o trio testemunhou os crimes cometidos na casa. Em depoimento, ela contou que o pai teria cortado o pescoço das mulheres assassinadas.
 
 
 
G1 
 

Lei poderá acabar com as vaquejadas






O relator do projeto (PL 2086/11) que proíbe laçadas e derrubadas de bois e bezerros em rodeios, deputado Walter Feldman (PSDB-SP), afirmou que vai apresentar parecer favorável ao texto. A atividade é conhecida como vaquejada.

A proposta, que tramita na Comissão de Turismo e Desporto, é de autoria do deputado Ricardo Tripoli (PSDB-SP) e também define penalidades para quem não cumprir a determinação. Vai ser considerado infrator o proprietário do local onde foram executadas as práticas contra os animais. Também será infrator o servidor ou a autoridade que conceder alvará ou licença para a realização do evento.

A multa poderá atingir o valor de R$ 30 mil.

Walter Feldman afirma que as perseguições seguidas de laçadas e derrubadas de animais em rodeios ou eventos parecidos faz com que os animais sejam submetidos a agressões e violência desnecessárias. ´É um formato de atividade que é muito utilizado no interior e que tem produzido lesões bastante graves no tronco, no pescoço, muitas vezes levando até à morte do animal. 

Não há nenhuma justificativa de lazer, de entretenimento, de esporte que faça com que haja uma lesão animal, uma vitimização do animal, como tem acontecido. Portanto, nós vamos aprovar essa matéria, e espero que, posteriormente, seja definitivamente aprovada em Plenário.´

A diretora do Instituto de Saúde e de Psicologia Animal, médica veterinária Ceres Faraco, afirma que os animais submetidos a situações de stress, como a causada pelas laçadas, têm o funcionamento do sistema nervoso central modificado, com reflexos no comportamento, mesmo que não apresentem lesões externas visíveis. 

´São animais que têm um medo acentuado, têm movimentos repetitivos, são animais que sofrem de uma ansiedade imensa, e isso faz com que eles tenham uma longevidade menor e, especialmente, são animais que têm uma alteração do ponto de vista comportamental. São animais que estão, de alguma maneira, determinados a viver um estado de sofrimento psicossomático.´



Favoráveis à vaquejada
Duas propostas que tramitam em conjunto seguem no sentido oposto da proibição. Uma delas regulamenta a vaquejada como atividade esportiva (PL 3024/11) e a outra regulamenta a vaquejada como atividade desportiva formal (PL 2452/11). A vaquejada é definida como evento esportivo de competição, em montarias, em duplas com o objetivo de dominar bovinos.

O autor do PL 3024/11, deputado Paulo Magalhães (PSD-BA), destaca que vaquejada é praticada no Brasil há mais de um século, sendo que, nos dias atuais, acontecem centenas de eventos em todo território nacional, tanto recreativamente como profissionalmente. Ele afirma que a vaquejada é ´uma manifestação cultural legitimamente brasileira´ e que tem atraído público fiel e apaixonado.

O relator Walter Feldman reconhece que a proposta poderá encontrar resistência dos que defendem esse eventos motivados pelo lado cultural. Mas, para ele, o apelo mais forte é o de lutar pela vidas desses animais. ´Esse é um embate da sociedade moderna, que deve encontrar outros mecanismos de lazer e entretenimento que não levem à vitimização, seja do ser humano, seja de animais. 

Essa é a nossa tarefa de mudança dessa cultura. Há muitos instrumentos hoje de entretenimento mais saudável e é esse debate que vamos realizar.´




Crato N

Ciro Gomes considera um “absurdo” e um “caos” o crédito consignado no Ceará



 
 
Agiotagem legal
Ciro Gomes considera um “absurdo” e um “caos” o crédito consignado no Ceará, serviço que ele extinguiu quando foi governador (1991-1994). “Definitivamente não é sério”, disse ao mencionar as altas taxas cobradas aos servidores em todos os estados brasileiros que adotaram os empréstimos consignados. 
 
Agiotagem ilegal é necessidade, já a agiotagem legal é uma pilantragem.

 
Pedágio para viver
Uma pessoa foi morta com golpes de faca, na madrugada do domingo, 15, em Sobral, simplesmente porque não tinha R$ 1 para pagarpedágio aos bandidos. 
 
A vítima não foi morta à bala, certamente porque uma bala custa mais de R$ 1. Já que a bandidagem está mesmo tomando conta de tudo e se tornando a maior autoridade do país, deveria criar logo uma tabela de preços, a fim de que o cidadão saiba quando precisa ter para não ser assassinado. A gente deve se orgulhar mesmo em ser brasileiro?

 
Gato e sapato
Os vereadores de Alcântara estão fazendo gato e sapato com o prefeito Eliésio, que entrou na ciranda do entra e sai. 
 
O presidente da Câmara, vereador Antonio Marcos, que perdeu a eleição para Eliésio, não dá sossegado ao prefeito, e tampouco ao povo do lugar, que vê o pequeno município descendo à ladeira do atraso.

 
Visitante indesejável
O Tribunal de Contas dos Municípios está na cidade de Camocim, onde ficará até à próxima quinta-feira, 19, fiscalizando a Prefeitura e a Câmara. 
 
Sabendo da vinda do fiscalizador, as secretarias daquele município fizeram plantão na Prefeitura dando prova de que quando se espera uma visita a casa deve estar limpa e arrumada.

 
 
Frigorífico de peixes
Em meio à crise nacional que a saúde brasileira enfrenta, o município de Acaraú se dá ao luxo de manter um hospitalfechado desde 2010, quando as obras foram concluídas. 
 
O hospital passou oito anos em construção, porém, até agora não tem equipamento, nem previsão de ter. Por que não aproveitam o prédio para um frigorífico de peixes?
 
 
 
 
V News

Brasil: Nosso País precisa de uma presidenta assim





A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, enviou, nesta segunda-feira 16, um decreto ao Congresso Nacional do país declarando de interesse público a exploração de petróleo e derivados.

 

O texto institui a expropriação das ações da empresa YPF, subsidiária da espanhola Repsol no país, e estabelece que 51% das ações da companhia pertencerão ao Estado e os 49% restantes, às províncias.

Em poucas palavras: Kirchner está nacionalizando a petrolífera.

O governo Kirchner criticava a YPF por ter reduzido seus investimentos no país, o que, automaticamente, obrigaria a Argentina a aumentar suas importações de hidrocarbonetos. No entanto, a Repsol rechaçou as críticas, destacou que o objetivo é investir US$ 3,4 bilhões no país até dezembro e apelou pelo prosseguimento das negociações.

Segundo a presidente, o objetivo é fazer com que o país seja autossuficiente. De acordo com Cristina Kirchner, da forma como está, a Argentina “corre o risco de se tornar inviável” devido às políticas empresariais em curso na região.



Mau momento
Em meio à crise que assola a economia espanhola e deixou um quarto da população desempregada, o primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, disse que vai defender os interesses das empresas espanholas como se fossem os seus próprios, em mensagem à presidente Cristina Kirchner.

“Que não haja a menor dúvida de que este governo vai estar ao lado de quem cria emprego e riqueza dentro e fora do nosso país”, disse Rajoy durante a Assembleia do Instituto de Empresa Familiar (IEF), de acordo com a página web do ABC. Nesta quinta-feira 19, uma delegação da União Europeia desembarcará em Buenos Aires para conversar com o governo argentino sobre a situação da petrolífera e de outras companhias de capital europeu instaladas no país.

De acordo com o jornal espanhol El País, Rajoy, o ministro da Indústria, José Manuel Soria, e o ministro de Relações Exteriores, José Manuel García Margallo, se reuniram em caráter de emergência par abordar a expropriação.

De Bruxelas, o porta-voz de Comercio da Comissão Européia, John Clancy, advertiu que a ação sobre a YPF terá conseqüências. “Uma expropriação por parte do governo governo argentino enviará um sinal muito negativo (…) e poderia danificar seriamente o clima de negócios na Argentina”, declarou.

Nesta segunda-feira 16, a atual diretoria da petrolífera YPF, controlada pela espanhola Repsol, já foi dissolvida e o comando já está nas mãos do governo argentino.


No controle da empresa está o ministro do Planejamento, Julio De Vido junto com o secretário de Política Econômica e vice-ministro de Economia, Axel Kicillof. As nomeações foram assinadas pela presidente por uma Medida Provisória, denominada Decreto de Necessidade e Urgência (DNU).








Agência Brasil

Sai nesta 3ª feira percentual de redução da conta de luz do cearense

http://diariodocongresso.com.br/novo/wp-content/uploads/2011/10/energia-eletrica.jpg
 
 
 
Consumidores de energia elétrica do Ceará saberão hoje de quanto será a redução nas contas de luz a partir de 22 de abril, quando entra em vigor a nova tarifa. Já se sabe que será negativa, devido à revisão tarifária e ao retroativo pago a mais de abril de 2011 a abril deste ano. 

Com a queda da liminar que impedia a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) de considerar na definição do Custo de Capital Regulatório (WACC), o benefício fiscal lucrado pelas distribuidoras que atuam nas áreas da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) e Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) o índice médio de -10,89% foi ampliado para -12,20%. 

Desse valor, será deduzido o reajuste anual, estimado em 4,72%, e a compensação do que foi pago pelos clientes da Companhia Energética do Ceará (Coelce). 
 
O valor gira em torno dos R$ 300 milhões.
 
 
 
 
Nem Ki Lask
 

Irmão de Ronaldinho Gaúcho é condenado à prisão por lavagem de dinheiro


 
 
O irmão e empresário de Ronaldinho Gaúcho, Roberto de Assis Moreira, foi condenado à prisão em regime semiaberto pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, nesta terça-feira. A razão para sentença de cinco anos e cinco meses se deve à acusação de lavagem de dinheiro e sonegação de impostos, ocorridas em 2003 e 2004. Assis ainda pode recorrer da decisão, publicada na última quinta-feira.
 
De acordo com a denúncia, Assis contribuiu para que fossem sonegadas informações ao Banco Central sobre transferência e câmbio de 884 mil dólares. Além de depósito de 125 mil em banco na Suíça sem prestar esclarecimentos à Receita Federal, e ocultar e dissimular movimentações de propriedade no valor de R$ 776.480,28, convertendo-o em ativos lícitos.
 
A alegação de Assis sobre o dinheiro investido e impostos sonegados é que eles tinham origem em sua carreira como jogador de futebol, encerrada em 2001, na França. Assis teve passagens por Corinthians, Grêmio, Fluminense, Vasco e uma série de times fora do país quando atleta profissional.
 
Atualmente, Assis gere a carreira de Ronaldinho Gaúcho e tem muitos investimentos em Porto Alegre. No entanto, a situação da família deles não é a melhor na capital gaúcha. O clube de futebol que tinham, Porto Alegre, foi fechado por tempo indeterminado. 
 
Da mesma forma, após um assassinato, a casa noturna Planet Hall também acabou interditada.
 
 
 
Amigo
 

Lula visita Sarney no Hospital em SP



 
 
Em tratamento fonoaudiológico diário no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva visitou nesta segunda-feira o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), internado no hospital desde sábado (14). 
 
Sarney está em recuperação após realizar uma angioplastia para colocação de um stent arterial no coração.
 
Lula foi acompanhado do líder do governo na Câmara, deputado federal Arlindo Chinaglia (PT-SP) e do líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL). 
 
A visita durou aproximadamente 20 minutos. Segundo a assessoria de imprensa do hospital, Sarney recebeu alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas ainda não deixou o setor. Ainda na tarde desta segunda-feira, o hospital divulgará um novo boletim médico sobre o estado geral do senador.
 
Hoje, o ex-presidente Lula também divulgou uma mensagem em homenagem ao Dia Mundial da Voz, comemorado nesta segunda-feira (16). No vídeo de quase dois minutos, 
 
Lula agradeceu o apoio dos profissionais que o atendem desde o início do tratamento contra o câncer na laringe, descoberto em outubro passado. 'Tive muito medo de perder minha voz', admitiu.
 
 
 
PedraBoa

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...